Otimização de Desktop

Informações sobre implementação e gerenciamento de PCs e dispositivos corporativos

Experimentando o método WIMBoot no Windows 8.1 Update


Que tal reduzir em até 65% o espaço que o Windows 8.1 ocupa em seu tablet corporativo (sem abrir mão da partição de recuperação)?

No artigo O que há de novo no Windows 8.1 Update eu citei um recurso chamado WIMBoot (Windows image file boot), novidade criada para melhor viabilizar o Windows 8.1 em dispositivos de baixo custo.

A proposta desse método de instalação é exatamente reduzir o espaço ocupado pelo Windows, com o menor impacto no espaço livre para o usuário armazenar documentos ou instalar aplicativos adicionais.

Qual o resultado esperado:

Para comparar o resultado de uma instalação tradicional do Windows 8.1 versus a instalação pelo método WIMBoot veja essas duas imagens que comprovam o espaço usado em disco (clique em cada imagem para vê-las em tamanho original):

Instalação Tradicional: 9.2GB Instalação WIMBoot: 3.24GB
espaco em disco 3. espaço em disco

Qual o segredo por trás dessa mágica?

Em primeiro lugar é mandatório ter um volume de recuperação do Windows no tablet/dispositivo. Além de facilitar a reinstalação do equipamento esse volume é o responsável em fornecer os arquivos usados normalmente pelo Windows (e não apenas suportar sua instalação).

O processo tradicional de instalação do Windows (desde o Windows Vista) é basicamente composto por descompactar o conteúdo do arquivo de imagem (INSTALL.WIM) no C:\, seguido da criação de uma entrada de boot.

No caso do WIMBoot, ao invés de descarregar todo o conteúdo na unidade C:, apenas parte dos arquivos é descarregada, e o Windows passa a ser iniciado praticamente a partir do arquivo de imagem .WIM (por isso é chamado WIMBoot).

Para mais detalhes sobre esse recurso funciona eu recomendo ler o seguinte artigo:

Visão geral de inicialização de arquivo de imagem Windows (WIMBoot)
http://technet.microsoft.com/pt-br/library/dn594399.aspx

Vale lembrar que esse recurso é indicado apenas para discos do tipo SSD ou eMMC, já que em disco tradicional (mecânico) haveria queda de desempenho.

Ficou interessado? Então vamos por a mão na massa!

Lista de materiais:

  1. Um dispositivo com firmware UEFI nativo (não pode ser o tradicional padrão BIOS). O padrão UEFI é comum nos novos PCs/tablets, principalmente os certificados para Windows 8.x. No teste abaixo eu usei uma máquina virtual de Geração 2, que fornece exatamente um dispositivo (virtual nesse caso) com firmware UEFI nativo. Essa opção de máquina virtual está disponível no Hyper-V do Windows 8.1 ou Windows Server 2012 R2.
  2. Arquivo .ISO de instalação do Windows 8.1 Enterprise com Update (64-bits): mídia por volume disponível no site VLSC ou assinaturas TechNet/MSDN. É primordial usar o arquivo .ISO de instalação já com o Update integrado, caso contrário será necessário injetar manualmente essa atualização.

Procedimentos (em máquina virtual):

Crie uma máquina virtual no Hyper-V, escolhendo a opção Geração 2 no assistente de criação (figura abaixo).

Para simular um dispositivo de baixo custo deixe essa máquina virtual com 1GB de RAM, e disco de 32GB.

2. VM

No momento de escolher a opção de instalação indique o arquivo .ISO baixado anteriormente (figura abaixo)

6. VM

Ao ligar essa máquina virtual fazendo o “boot” pelo CD você verá a tradicional tela de instalação do Windows.

Ao invés de clicar no botão “Instalar agora” você deve clicar em “Reparar o computador”, seguido de “Solução de Problemas”, “Opções avançadas” e “Prompt de Comando”, como na sequencia abaixo de imagens:

1. w81 instalar 2. reparar
3. solucao de problemas 4. opcoes avancadas

A partir desse momento os demais procedimentos serão realizados no “Prompt de Comandos” (sim, tudo na base do teclado).

Por enquanto não existe suporte nativo através do System Center Configuration Manager, mas caso queira fazer testes usando o Microsoft Deployment Toolkit (MDT) 2013 veja esse artigo em Inglês: http://blogs.technet.com/b/mniehaus/archive/2014/04/13/experimenting-with-wimboot-using-mdt-2013.aspx

5. prompt de comandos

Digite a seguinte sequência de comandos para criar, a partir da ferramenta DISKPART, o layout adequado do disco.

O resultado após essa etapa será:

  • partição de boot com 100MB em FAT32 (PCs com firmware nativo UEFI não suportam boot em partição NTFS)
  • partição reservada MSR de 128MB
  • partição primária para instalação do Windows (temporariamente como W:\, mas após o término do processo será C:\)
  • partição de recuperação com 4.5GB (temporariamente como R:\ onde a imagem do Windows será armazenada). Esse tamanho precisa ser alterado caso você faça alterações na imagem.
diskpart
select disk 0
clean
convert gpt
create partition efi size=100
format quick fs=fat32 label="System"
create partition msr size=128
create partition primary
shrink minimum=4500
format quick fs=ntfs label="Windows"
assign letter=W
create partition primary
format quick fs=ntfs label="Images"
assign letter=R
set id="de94bba4-06d1-4d40-a16a-bfd50179d6ac"
gpt attributes=0x8000000000000001
exit

1. particionamento

A próxima etapa é adaptar a imagem de instalação do Windows (arquivo install.wim) para suportar o recurso WIMBoot.

O processo descrito abaixo é o mais rápido, mas não é o ideal (a imagem resultante não terá o menor tamanho possível). O processo ideal está descrito no artigo http://technet.microsoft.com/pt-br/library/dn621983.aspx

md W:\temp\mount
set TMP=w:\temp
Dism /Export-Image /WIMBoot /SourceImageFile:D:\sources\install.wim /SourceIndex:1 /DestinationImageFile:W:\temp\install_wimboot.wim

Agora que a imagem foi adaptada (notou o parametro WIMBoot ?) devemos “montá-la” para mover a imagem do ambiente de recuperação (Windows RE) para a unidade R: além de executar uma tarefa adicional para otimizar a imagem para o formato WIMBoot.

Dism /Mount-Image /ImageFile:W:\temp\install_wimboot.wim /Index:1 /MountDir:W:\temp\mount
attrib W:\temp\mount\Windows\System32\Recovery\Winre.wim -s –h
md R:\Recovery\WindowsRE
move W:\temp\mount\Windows\System32\Recovery\winre.wim R:\Recovery\WindowsRE
Dism /Image:W:\temp\mount\ /Optimize-Image /WIMBoot

Vamos agora persistir essas alterações (commit) para mover a nova imagem de instalação para a unidade R:, lembrando que a pasta “Windows images” precisa obrigatoriamente ter esse nome.

Dism /Unmount-Image /MountDir:W:\temp\mount\ /Commit
md "R:\Windows images"
move w:\temp\install_wimboot.wim "R:\windows images\install.wim"

Agora que a imagem está pronta, e no local adequado, vamos remover a pasta TEMP antes de prosseguir com a instalação do Windows propriamente dita.

rd w:\temp /s /q

2. imagem

Para instalar o Windows, otimizado para o WIMBoot, execute esses três comandos:

MD W:\Windows\scratch
DISM /Apply-Image /ImageFile:"R:\Windows images\install.wim" /ApplyDir:W:\ /Index:1 /WIMBoot /ScratchDir:W:\WINDOWS\SCRATCH
W:\Windows\System32\bcdboot W:\Windows

Note que no momento de aplicar a imagem também é obrigatório indicar o parametro /WIMBoot.

Agora só resta programar o processo de recuperação do Windows e reiniciar a máquina virtual:

W:\Windows\System32\reagentc /setreimage /path "R:\Recovery\WindowsRE" /target W:\Windows
wpeutil reboot

3. apply

Após esse longo processo (acredite, foi a forma manual mais enxuta que eu consegui montar) você verá o processo normal que ocorre ao iniciar o Windows pela primeira vez.

1. regiao2. tela inicial

Como saber se é uma instalação tradicional ou WIMBoot?

Basicamente existem três formas, uma através de interface gráfica e duas através de linha de comando:

  • Verificar a console de Gerenciamento de Disco, observando que no volume C: existe uma indicação de “Inicialização do Wim” (a tradução ficou dessa forma)
    gerenciador de disco
  • Executar no Prompt de Comandos (como Administrador) o comando:
     DISM /GET-WIMBootEntry /Path:C:\ 

    ou

     fsutil wim enumwims c: 

    Os resultados, em caso de WIMBoot, serão como no exemplo abaixo (caso negativo haverá erro na execução):
    prompt comandos

 

Como a chegada de tablets de menor custo rodando Windows 8.1 é importante conhecer bem esse recurso!

20 Respostas para “Experimentando o método WIMBoot no Windows 8.1 Update

  1. Ant.José - Frigobyte (@antoniojose_dev) 25/04/2014 às 22:58

    Seria interessante se tivesse como funcionar no Bootcamp do Macbook Air, que tem SSD. Seria bom pra economizar.

  2. Marcos 12/06/2014 às 15:45

    Marcelo, boa tarde. Parabéns pelo post.
    Fiquei com uma dúvida. Depois de tudo pronto, é possível capturar essa imagem e fazer deploy através do Windows Deployment Services?

  3. jackson 19/02/2015 às 22:43

    olá macelo como voçê com seguio usar a partição de recuperação com a penas 4GB e 5
    quando eu pesquiseio na documentação do windows ADK la dizia que o minimo para partição de recuperão era no minimo de 15GB

    • marcelomatias 02/03/2015 às 18:34

      Jackson, eu criei esse volume com base no tamanho total ocupado pela imagem de recuperação (install.wim) e WinRE (winre.wim). Quanto maior for a imagem de recuperação maior será o tamanho desse volume.

      Marcelo

  4. Lucas Borges 17/03/2015 às 19:47

    ao concluir posso excluir a partição de 4,5GB? tablet de 16gb =(

  5. Santos 18/03/2015 às 11:06

    Prezado parabéns pela iniciativa de compartilhar esse Tutorial, mas possuo um tablet com Windows 8.1 Sing x86 não funcionou na hora de criar a imagem da “erro 2” acredito eu pelo arquivo ausente install.wim na ISO. Já que na ISO do Windows 8.1 Sing x86 possui o arquivo install.esd tem como fazer ou converter para install.wim ou terei que usar o Windows 8.1 PRO mesmo para fazer esse procedimento?
    Obrigado!

    • Felipe 15/05/2016 às 22:41

      Vlw pela dica, coloquei install.esd e até agora tá dando certo.. Tá “exportando a imagem” aqui, tomara que dê certo no final. Vlw!

  6. Gleyson 19/03/2015 às 21:26

    Boa noite

    Muito bom tutorial, mas infelizmente tentei rodar com Windows 8.1 PRO x86 não obtive sucesso o erro dar nessa linha abaixo;
    W:\Windows\System32\bcdboot W:\Windows
    com seguinte mensagem
    “Falha na tentativa de copiar os arquivos de inicialização.”
    Ignorando essa linha fiz o resto do procedimento mas o sistema não continua, alguém passou por esse procedimento e resolveram?

    Obrigado.

  7. Tiago Sousa 02/04/2015 às 09:57

    Gostei muito do post, comprei um Positivo 2 em 1 que não consigo mais voltar a imagem de fabrica dele, fiz todo o procedimento em uma vm e funcionou 100%, vou tentar fazer o mesmo procedimento no Positivo que tem apenas 16gb e ver se vai dar certo.

  8. Felipe Reis 04/10/2015 às 16:20

    Eu possuo um notebook com um SSD de 20 GB e um HD de 320 GB. Posso criar a partição de recuperação no HD e deixar o SSD apenas para a instalação propriamente dita? isso influenciaria no desempenho geral do sistema?

  9. Washington Silva 04/12/2015 às 22:59

    Caro Marcelo, tenho um Tablet TF74W CCE e consegui detonar ele apenas guardei em um hd externo o arquivo install.wim de tamanho 4.8GB, nao sobrou mais nada no HD exclui tudo até a partição, e agora não consigo recuperar, minha pergunta consigo recuperar este tablet usando sua explicação acima?

  10. Washington Silva 04/12/2015 às 23:01

    Caro Marcelo, tenho um Tablet TF74W CCE e consegui detonar ele apenas guardei em um hd externo o arquivo install.wim de tamanho 4.8GB, não sobrou mais nada no HD exclui tudo até a partição, e agora não consigo recuperar, minha pergunta consigo recuperar este tablet usando sua explicação acima?

  11. Tiago Sousa 30/12/2015 às 14:51

    Ótimo tudorial, fiz em um Positivo ZX3020 e ficou muito bom com windows 10

  12. Fabio 14/02/2016 às 16:05

    Esse tutorial salvou o meu Asus T100TA. Muito Obrigado!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: